10 DICAS DO COACH – NÃO RECEBI FEEDBACK DA ENTREVISTA, E AGORA?

with Nenhum comentário

Eu espero um dia não ouvir histórias como esta com tanta frequência, de verdade espero.

De qualquer forma um dos papéis do Coach de Carreira é, junto com seu cliente, avaliar o seu desempenho durante os processos de seleção. Buscamos olhar com maior cuidado, tendo como base a sua auto avaliação, quais foram os pontos que ele percebe que pode melhorar, e aqueles em que obteve um bom resultado para que sejam reforçados.

Isto pode parece simples, e talvez pouco efetivo, mas é um ledo engano. Todo indivíduo que está atento ao seu desempenho tem um “faro” para identificar o que foi ou não alcançado dentro da sua expectativa de atuação. Isso pode ser usado tanto para um momento de entrevista, mas também na entrega de um projeto, durante uma apresentação, na conversa com alguém da equipe e por aí vai.

Então, aqui vão algumas sugestões para que você tenha, mesmo que sozinho, uma possibilidade de melhoria a cada etapa. Costumo dizer que é elaborar o seu “auto feedback”. A ideia é trabalhar com situações concretas de avaliação, pois quando não recebemos um retorno claro do entrevistador as fantasias correm soltas para justificar o provável motivo da não continuidade ou aprovação no processo seletivo.

  • Faça sua autoavaliação quanto ao seu desempenho no processo. Escreva suas impressões sobre como você se saiu no processo.
  • Observe qual o contexto das perguntas do entrevistador (comportamental e/ou técnica) e perceba se você respondeu às perguntas com facilidade.
  • Relacione aquilo que talvez não tenha respondido de bate-pronto e faça uma reflexão elaborando respostas mais completas para as perguntas em questão.
  • Caso exista algum ponto de maior dúvida ou dificuldade procure compartilhar com alguém da sua confiança e que tenha experiência. Desta forma, esta pessoa poderá contribuir através de uma nova perspectiva. Mas, escolha alguém que realmente será neutro e consistente em suas considerações.
  • Não se culpe! Você fez o seu melhor naquele momento, e estando atento ao seu desempenho sempre encontrará formas de superação a cada etapa.
  • Para os processos futuros antes de cada entrevista procure estudar a empresa contratante. Lembre-se que é uma escolha de mão dupla. Aquela empresa precisa conversar com as suas expectativas e valores.
  • Por mais ansioso que você esteja, e isso é normal, se esforce para estar centrado e focado para atingir o melhor desempenho possível. Faça atividades que te energizem e auxiliem na sua qualidade de vida/saúde.
  • Mantenha a calma e a concentração máxima no momento presente, colocando toda a sua energia para atingir o melhor desempenho! Equilíbrio emocional é fundamental, que nos diga a nossos atletas olímpicos!
  • Seja persistente! Nossos atletas também não vencem ou superam todas as disputas. Trabalhe com dados reais e não fique preso a possíveis justificativas do “eu acho que…”. Ficar preso neste tipo de pensamento pode ser uma armadilha terrível, pois de fato você não sabe o real motivo, apenas imagina.
  • Não é legal receber um “não”, respeite o seu tempo, mas após alguns dias reaja voltando ao seu processo de busca. Dê foco naquilo que você pode melhorar e usar ao seu favor.

Como eu disse, espero que um dia a estatística de feedback de entrevista melhore, mas enquanto isso tome as rédeas do seu processo e siga em frente!

Foco, Ritmo e Persistência na sua jornada!

Forte Abraço!

Deixe uma resposta